. Porta .

by Os dias do meio

No muro da auto-estrada que aponta para sul, há uma porta.

Passo pelo muro na estrada e vejo a porta fechada que separa o outro lado, onde crescem coisas.

Lembro-me de um livro que guardo entre livros, onde um homem vive numa cidade por cima do chão.

No chão que ele pisa a caminho do trabalho, nascem casas e pontes. Ninguém sabe o que está por baixo.

Ao homem que vive na cidade por cima do chão, não lhe chega a vida que tem.

Quando tudo parece acabar, ele usa uma faca e risca numa parede uma porta.

Três riscos e ela aparece. Ele atravessa-a. E não olha para trás.

Quero ser um homem melhor.

Sigo o coração sem vergonha.

Tomo decisões.

Sou um querido feroz.

Faço uma porta, mas não tem que acontecer nada.

Com a mesma mão atravesso-a.

Com a mesma mão acerto o passo.

Choro na auto-estrada.

A porta está aberta.

2013 09 09 - A porta

Anúncios